Você quer fazer tudo certo?

Nossa consciência aprende por contraste. As descobertas são feitas por meio do claro e do escuro, do excesso etc. Ás vezes interpretamos de maneira inadequada para nós, pois a mente, dissociada dos sentidos, falhou em algum ponto.

Vamos atrás de nossas fantasias, vamos atrás dos “eu acho que” e não conseguimos acertar, erramos. Todo erro é uma ilusão e toda ilusão é um erro.

A função da ilusão é fazer com que percebamos a realidade de algo. Ela é dolorosa e faz com que queiramos nos afastar dela. Toda ilusão termina em desilusão. Toda mentira termina quando a verdade aparece.

Do erro, ou seja, da ilusão, você chega ao caminho da verdade ; a desilusão é a porta do real. Então o erro foi o caminho do acerto, daí podermos afirmar que errar é certo!. Sendo assim será que erramos, ou agregamos referencias?

Toda experiência é sempre um sucesso. Todos os caminhos estão corretos. Errar é o caminho do acertar. É descobrir uma hipótese a menos.

Enquanto a vida passa por nós, nós aprendemos com ela. Somos espaços vivenciais, em que erros e errados não se aplicam.

Podemos optar por agir com inteligência para evitar a dor ou podemos optar pela dor por não querermos escutar a alma, mas são só opções mais nada.

Porém temos medo do erro, e esse medo nos empurra para trás, fazendo com que tomemos postura contrárias a nós mesmos. Assim:

· nos vigiamos para não fazer feio

· não queremos experienciar o novo, o porque não o dominamos

· nos criticamos e nos condenamos nos mínimos deslizes

· nos prendemos em nome de algo que nem abraçamos

· nos tornamos exigentes e controladores

· nos culpamos e culpamos os outros

· nos punimos

· nos amedrontamos com a vida

· nos tornamos cobradores e cobráveis

· nos transformamos em perfeccionistas

· nos mantemos em tensão constante

· a vaidade nos aprisiona!

CORPO E MENTE

Como o corpo e mente é uma única e só realidade psicossomática, um refletindo o outro, aspectos inseparáveis da mesma essência, acabamos por somatizar nossos padrões de pensamentos negativos, gerando em nós doenças dos mais diferentes tipos.

Quando não fazemos o nosso melhor, quando nos deixamos invadir por normas externas e não escutamos nosso Eu interior, nosso sistema de proteção interno nos mostra que nossa atitude não esta sendo o nosso melhor: somatizamos.

Assim , por sermos muito críticos, não filtramos as coisas com facilidade, não nos livramos do que não serve para nós, usamos pouco nossa capacidade de discernimento, acabamos por quebrar a harmonia natural existente em nós.

No corpo, os padrões de pensamento aparecem de diferentes maneiras, conforme o nível de entendimento e consciência de cada um .

Podem surgir cólicos,dores de estomago, dores de cabeça, intestino preso, boca amarga etc.

Os pensamentos que nutrimos, as atitudes que tomamos, criam vida.Se desejo uma vida melhor, tenho que ir pelo meu melhor.

Seguir o bom senso , ou seja, o senso do bem: a inteligência a favor do coração e ambos a favor da vida, é a melhor opção.

Muito mais importante do que estarmos certos é estarmos felizes com nos mesmos.

-QUE TAL ABOLIRMOS O CERTO OU ERRADO?

Esta é mais uma opção de vida para irmos de encontro a nós mesmos e Sermos Felizes.

– “VAMOS VIVER A FELICIDADE DESENVOLVENDO A GRATIDÃO PELA NOSSA PRÓPRIA EXISTÊNCIA?”

– “QUE TAL FAZER VIVER EM PAZ CONSIGO MESMO?

Eu acredito em você!

Beijos no seu coração.

Até o próximo artigo.